Top

Tecnologia como aliada dos esportes

A evolução da tecnologia traz benefícios não apenas no dia a dia nos escritórios ou em novas descobertas na área de saúde, ela também é uma grande aliada dos esportes. Desde contribuir na monetização dos clubes até prestar assistência no desempenho dos atletas, não tem mais como desassociar a tecnologia nos esportes. 
 
Essa parceria entre os dois iniciou cedo, na década de 20, quando a esgrima adotou a tecnologia para detectar os pontos na partida. Com um sistema elétrico e muitos fios, as luzes indicavam os toques no adversário, auxiliando o juiz a marcar o ponto e distinguir se os locais de toque estavam em zonas válidas ou não. O sistema foi aperfeiçoado com o passar das décadas e atualmente uma versão wireless vem sendo desenvolvida por uma dupla de brasileiros que já tem os novos aparelhos em testes. 
 
Seguindo o exemplo da esgrima, o tênis aderiu ao radar de velocidade dos saques na década de 80 e, quase trinta anos depois, instalou um sistema de câmera nas quadras que permite ao árbitro ver com precisão em seu monitor se a bola foi dentro ou fora da quadra, atualmente está sendo utilizada também uma câmera 360º que permite congelar o momento e rotacioná-lo completamente para analisar a jogada. 
 
No futebol, paixão nacional, os softwares da Microsoft mudaram a forma do Real Madrid de fazer negócios. Combinando o Microsoft 365 com análise de dados de Power Bi, o clube conseguiu colocar o torcedor no centro do negócio. Foi desenvolvido um aplicativo que pode ser instalado em qualquer dispositivo e que permite identificar que tipo de torcedor está utilizando os serviços, o que ele consome e criar uma oferta personalizada para oferecer a cada um. O Real Madrid criou um relacionamento one-to-one com fãs de futebol por todo o mundo, conectando a comunidade e monetizando as experiências e transformando os negócios. 
 
A NBA também tem incluído a tecnologia em seu dia a dia. Construído com pesquisa cognitiva, desenvolveram o NBA Photo Sorter que substitui o método manual que os fotógrafos utilizavam para identificar cada imagem do jogo com nome dos jogadores, equipes e celebridades que acompanharam a partida nas quadras. Agora o software faz isso automaticamente, reduzindo o trabalho de uma semana e dezenas de pessoas para apenas um dia. 
 
Além desse serviço, a NBA está contando com a inteligência artificial para identificar, por exemplo, padrões de lesões, para tomar ações corretivas que influenciam na segurança do jogo, saúde e longevidade dos jogadores. 
 
No futebol americano o Seahawks tem apostado tudo em tecnologia: utilizam o Dynamics 365 e Power Bi para gerenciar a experiência com os torcedores, mantendo uma taxa de renovação de 99% dos torcedores. Com o Sharepoint, disponível no Office 365, os departamentos como o RH apoiam a sede e funcionários do estádio em uma mesma plataforma. Os sistemas de inteligência artificial conseguem estabelecer os níveis de energia, sono, dor e stress dos jogadores permitindo que a equipe técnica sinalize o técnico quantos jogadores estão em níveis críticos e como deve ser o tipo de treino em cada dia. A tecnologia também tem ajudado jogadores que sofreram lesões e passaram por cirurgia a se recuperar, saber o que necessita ser melhorado em seu desempenho e quais aspectos devem ser reforçados. 
 
Esses são apenas alguns dos exemplos de como a tecnologia tem mudado a vida dos atletas e contribuído para os esportes. Demais, né? Continue acompanhando nossos posts para mais novidades!

Jéssica Ueno

Jornalista e especialista em comunicação corporativa, com experiência em projetos internacionais, comunicação integrada e relacionamento B2B e B2C.

Sem comentários

Desculpe, não é possível comentar nesse post.

Informações por e-mail
Preencha o formulário abaixo e aguarde que nossos especialistas entrarão em contato:
Os campos marcados com um * são obrigatórios
Ligamos para você
Informe seus dados de contato, escolha uma data e um de nossos especialistas ligará para você.
Os campos marcados com um * são obrigatórios
})(jQuery)